fbpx

5 dicas para envelhecer com autonomia

Envelhecer sem perder a capacidade de tomar decisões (autonomia) ou de realizar atividades do cotidiano (independência) é um dos maiores desafios para a maioria dos idosos.

Você já parou de pensar em como garantir um envelhecimento saudável? Se não, você deve começar agora! O envelhecimento faz parte do desenvolvimento humano e a expectativa de vida vem aumentando nas últimas décadas.

1 – Acompanhamento Médico

Conforme a idade avança, o corpo se desgastará naturalmente. Ou seja, é difícil encontrar idosos sem doenças relacionadas à idade, como diabetes, hipertensão e problemas de coluna. No entanto, ainda é possível controlar essas doenças todos os dias e reduzir seu impacto, mantendo a qualidade de vida. 

Porém, para isso, os indivíduos devem ter um acompanhamento médico de forma regular e realizar os tratamento indicados de forma correta.

2 – Alimentação Saudável

A dieta deve ser rica em vegetais e frutas. Como muitos idosos comem inadequadamente, alguns suplementos vitamínicos e minerais devem ser incluídos. As vitaminas do complexo B, C e Zinco são essenciais para atender a demanda.

Se houver restrições médicas a certos alimentos, como no caso da diabetes, é preciso enfatizar que uma dieta adequada pode prevenir o agravamento da doença.

3 – Prática de Exercícios

Se os exercícios físicos podem melhorar a qualidade de vida dos jovens, então para os idosos não poderia ser diferente. Os mais velhos perdem as forças com o passar do tempo, então o exercício físico é o meio que vai auxiliar a pessoa a realizar as atividades diárias sozinha, como levantar-se da cama ou do sofá, escovar os dentes ou até preparar um simples café. A regularidade e a intensidade dos exercícios dependem da idade e do estado de saúde do idoso, portanto, deve haver acompanhamento médico e de um educador físico.

4 – Vida Social Ativa

Quanto mais solitárias as pessoas idosas ficam, maior a chance de desenvolverem a depressão. Portanto, é importante estimular a participação em atividades em grupo, como aulas de ioga ou dança para idosos e demais atividades para a terceira idade. Além de treinar seu cérebro, as aulas de informática também podem ajudar a se conectar com outras pessoas e até mesmo permitir que pessoas mais velhas entrem em contato com as gerações mais jovens, como os netos.

5 – Exercício do Cérebro

Tente manter seu cérebro sempre ativo. Buscar usar o computador para aprender coisas novas pode ser um bom caminho. Ler e debater o que lê é muito importante, interagir, fazer amigos e resolver quebra-cabeças ou palavras cruzadas também podem auxiliar a exercitar o cérebro.

Conclusão

Para envelhecer bem, é fundamental para o idoso manter-se ativo, física e psicologicamente.

Chegar à velhice não significa que ficará parado, sedentário ou mesmo envergonhado. Existem muitas maneiras de garantir felicidade e alegria na vida. Basta que cada um encontre o seu, e consiga viver da melhor forma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »