fbpx

Tendências do mercado farmacêutico para o ano de 2020

Segundo pesquisas, o mercado farmacêutico cresceu cerca de 10% no último ano, somando mais de R$200 bilhões em vendas. No Brasil, estima-se que haja aproximadamente 70 mil farmácias em atividade, entre independentes, redes e franquias associadas. É preciso estar atualizado com as novas tendências farmacêuticas para se destacar, e estes são alguns dos serviços que estão se popularizando e podem ganhar visibilidade no ano de 202

Categorização

As farmácias estão sendo vistas cada vez menos como “lojas de remédios” e mais como centro de saúde individual e familiar, oferecendo outros produtos além de medicamentos, como artigos de higiene, beleza e cuidados infantis.

Por esse motivo, uma prática que vem ganhando adesão em farmácias de pequeno, médio e grande porte é a categorização dos produtos. Trata-se de uma divisão dos setores de cada serviço oferecido, criando estratégias de disposição dos produtos, visando aumentar os lucros.

Há a realização de um estudo dos clientes e das vendas, para, a partir desses dados, criar uma disposição que potencialize as chances de determinados produtos serem adquiridos. Além disso, esse gerenciamento de categorias também obedece um arranjo que seja benéfico ao cliente, observando quais os setores e os artigos mais procuradores, facilitando sua experiência no estabelecimento.

Do mesmo modo, a categorização pode ajudar na criação de um design mais moderno e prático para a farmácia. Muitas instalações adotam separações por cores e com legendas de fácil reconhecimento, de modo que os clientes sejam orientados de forma simples e fiquem mais satisfeitos com os serviços oferecidos.

Essa tendência está diretamente relacionada com a transição de farmácias em centros de conveniência, que oferecem, justamente, produtos não relacionados com medicamentos – cosméticos, perfumaria, itens de maquiagem, e até mesmo tratamentos alternativos, plantas medicinais e artigos direcionados à alimentação e emagrecimento. Com tanta variedade, vale a pena aderir à categorização e fazer a separação adequada desses produtos, os dispondo da melhor forma para os clientes.

Modernização dos serviços

A tecnologia está avançando cada vez mais, e se tornando parte da vida e da rotina de todos. Dessa forma, a modernização dos serviços é uma das tendências farmacêuticas que devem ganhar maior notoriedade no próximo ano.

Há diversos segmentos que estão sendo atualizados. Por exemplo, o uso da prescrição eletrônica é uma prática que está ganhando reconhecimento. Não são raros os casos em que o farmacêutico não entende a letra do médico que fez a receita, e existe o risco de fazer o repasse de medicamentos diferentes, ou errados, colocando em risco a saúde do paciente.

Dessa forma, muitos estabelecimentos estão adotando a prescrição eletrônica, que apresenta algumas vantagens, além de ser digitada e não abrir margem para confusões – com o uso da prescrição eletrônica, é possível fazer a verificação da assinatura do médico, do código CID e integralizar com sistemas de controle para falsificações.

Utilizando um sistema eletrônico, também é possível fazer o cadastro do cliente na farmácia, utilizando os documentos pessoais e incluindo, por exemplo, às receitas geradas, fazendo um comparativo de outras receitas do mesmo, possíveis alergias e contraindicações. A digitalização de informações permite um diálogo entre clínicas médicas e farmacêuticas, desenvolvendo um melhor atendimento ao paciente.

Outra modernização de serviços que esteve presente no último e faz parte das tendências farmacêuticas de 2020 é o atendimento médico remoto, que possibilita um contato por meios digitais entre médico e paciente, ou médico e farmacêutico. Casos relatando essa comunicação entre especialistas já foram observados, e, caso se popularize, esse serviço irá melhorar os serviços prestados pelo estabelecimento, fortalecendo o papel das farmácias como centros de saúde.

Algumas farmácias, ainda, permitem que o cliente faça a reserva ou solicitação de determinados remédios através de seus sites, além dos serviços de e-commerce, que permite a compra de produtos em farmácias de grandes redes e franquias, prática já popular.

Em breve, o desenvolvimento de aplicativos permitirá essas atividades também. Com o crescimento do uso de celulares, inclusive pelas camadas mais populares, o investimento na tecnologia de aplicativos aumenta a fidelização e autonomia dos clientes no momento de contratar os serviços e os produtos oferecidos pela farmácia.

Também é tendência para 2020 o aumento do número de indústrias e distribuidoras que oferecem atendimento digital às farmácias. Plataformas como TudoFarma já oferecem compras online para farmácias; também estão sendo difundidas plataformas virtuais de treinamento de balconistas, que visam estreitar o laço entre farmácias independentes e indústrias.

Ampliação dos serviços farmacêuticos

Grande parte das farmácias já oferecem serviços básicos, como medição da pressão arterial e glicemia, e outras atividades como colocação de brincos. Uma das tendências farmacêuticas para 2020 será a abertura desse leque de opções, intencionando aumentar os serviços oferecidos e facilitando a rotina desses pacientes.

Muitos estabelecimentos estão passando a oferecer testes de colesterol e diabetes também, além de programas de acompanhamento de saúde para fumantes ou visando a perda de peso. É possível, inclusive, oferecer a aplicação de vacinas.

Essas conveniências efetivam as farmácias como centros de saúde para a família, além de estimular estratégias para melhoramento da lucratividade, uma vez que o indivíduo poderá fazer o acompanhamento da disfunção e já adquirir o medicamento no mesmo lugar, com praticidade e comodidade.

Práticas como medição dos níveis de hipertensão, colesterol e glicemia costumam ser oferecidos em salas separadas de onde ficam os produtos e medicamentos expostos, onde contém todo o material necessário e esterilizado da maneira correta. Todas essas aplicações devem continuar sendo feitas em um ambiente separado, garantindo a higienização e segurança dos clientes.

A ampliação dos serviços farmacêuticos básicos também contribuem com as infusões de mercado, oferecendo, por exemplo, atendimento de maternidades e parcerias com clínicas de hemodiálise. O cliente passará a ter acesso a uma diversidade de serviços no mesmo lugar, aumentando, consequentemente, a regularidade com que frequenta a farmácia.

Farmacêuticos especializados

A presença de farmacêuticos especializados também é uma prática que ganhou adesão em diversas partes do país. Profissionais da área de geriatria e oncologia são os de maior assistência.

Farmacêuticos especialistas em geriatria estão se tornando, cada vez mais, indispensáveis. Estudos apontam que a população idosa constitui quase 30 milhões de habitantes, e esse número pode chegar a 60 milhões em 2050.

A melhora na qualidade de vida, a inovação das tecnologias na área da saúde e nos tratamentos proporcionam um aumento na expectativa de vida, embora a idade avançada proporcione uma predisposição para enfermidades e o uso de medicamentos.

Dessa forma, investir em farmacêuticos que se qualificaram no atendimento a idosos é garantir a qualidade do serviço voltado para esse público e suas necessidades específicas. Além disso, muitas pessoas estão chegando à terceira idade com maior independência e autonomia, se comparado aos últimos anos, e é preciso oferecer as orientações adequadas às condições de cada um.

Por outro lado, farmacêuticos especialistas na área de oncologia é uma tendência ainda em estudos, mas que já vem apresentando resultados. O objetivo é que farmácias realizem parcerias com hospitais e centros de oncologia, oferecendo maior acompanhamento aos pacientes que estão em fase de tratamento, além de promover um atendimento completo e cômodo.

É importante fazer a descrição de cada medicamento utilizado, a duração do tratamento, além de um acompanhamento humanitário que ofereça conforto ao paciente e garanta que ele não desista dos recursos terapêuticos. Muitas vezes, as farmácias são mais acessíveis que hospitais especializados, de forma que possuir essas profissionais no estabelecimento agregaria maior conforto para o público necessitado.

Outros farmacêuticos especializados também estão se associando, como, por exemplo, profissionais em pediatria ou, até mesmo, assistência à diabetes e hipertensão. As pessoas confiam em farmacêuticos para serem orientadas, e profissionais que tenham experiência em diferentes áreas específicas aumentam a segurança dos clientes.

Autonomia do cliente

Por fim, uma das tendências farmacêuticas para o ano de 2020 é proporcionar, cada vez, a autonomia do cliente. Isso será possível através das demais tendências mencionadas – por exemplo, com a criação de aplicativos do estabelecimento, que permitam consulta do catálogo de produtos oferecidos ou o atendimento médico remoto.

O gerenciamento das categorias também ajuda com essa autonomia, deixando os clientes mais confortáveis para procurar os artigos desejados. Com maior conforto e praticidade, aumenta a satisfação, ajudando com a fidelização desses clientes.

A tecnologia ajuda cada vez nesse processo de independência do comprador, não somente com aplicativos e sites da farmácia, mas também programas de acompanhamento da saúde, que podem ser combinados com os serviços oferecidos pelo próprio estabelecimento. É importante que a farmácia realize combinações para atrair o cliente até seus produtos.

Muitas dessas tendências já são populares nos Estados Unidos e na Europa, e, ao mesmo tempo em que os consumidores querem se sentir independentes e a vontade no estabelecimento, a grande maioria confia nos farmacêuticos como profissionais experientes, e irão procurá-los quando tiverem dúvidas ou procurarem por ajuda. Estabelecer um espaço agradável, mas, ao mesmo tempo, direcionador, é uma das tendências a serem praticadas.

1 comentário em “Tendências do mercado farmacêutico para o ano de 2020”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »